Conheça Vikings Berkana

– por JEFFERSON NEVES

Saudações, nortistas!

O post de hoje vem trazer um pouco de informação sobre um projeto que tomei como pessoal para homenagear um jogo pelo qual tenho imenso carinho. Estou adaptando Vikings: Guerreiros do Norte para o sistema Ômega, de NeoGhaluni! Mas que jotun é isso?

Vikings: Guerreiros do Norte é um cenário de RPG desenvolvido pela Conclave Editora no ano de 2005. Originalmente lançado para D&D 3ª edição e depois tendo uma segunda edição para a 4ª edição de D&D. Apelidamos a adaptação de Berkana, por conta da runa que pode representar o fim de um ciclo, em um correlato ao Ômega grego. Quer entender um pouco como ele funciona? Aqui em baixo você vai pegar o básico do básico.

A3.jpg

Um Resumo da Ambientação

O mundo de Vikings: Guerreiros do Norte é chamado de Midgard, a terra do meio, e compartilha semelhanças com muito da tradição mítica dos povos escandinavos. Considera-se que o mundo se originou da confluência de forças cósmicas de fogo e gelo, o gigante Ymir que foi amamentado pela vaca Audumla, a guerra dos Vanires e Aesires, as batalhas contra os gigantes de Jotunheim, os anões, os elfos, tudo está lá. A diferença aqui é que um homem, chamado Sven, foi manipulado por Loki, senhor da trapaça, para abrir as passagens para os nove mundos, ligando Midgard diretamente aos reinos como Nidavellir, Muspellheim e outros. Os ramos da Yggdrasil foram torcidos e, agora, o mundo dos homens divide espaço com seres fantásticos. Vale lembrar que Midgard era a terra como nós a conhecemos, com toda a Europa para ser explorada, permitindo aventuras de uma abordagem fantástica, mas também com pitadas de elementos históricos.

O Básico do Sistema Berkana

O Lançar dos Dados, o Wyrd

A rolagem de dados em Berkana é chamada de Wyrd (vírd), é rolar o destino do personagem. O destino é traçado pelas nornes, as três tecelãs, e por isso elas estão ligadas aos resultados. Quando seu personagem realiza um teste, ele busca pelo Urdr (pronuncia-se “urdur”, que significa “o ser”), que é o resultado final. Para isso, ele lança dois dados, o Ur (aquilo que foi) e o Skuld (aquilo que será). Nos termos da regras, o Ur é o dado positivo e o Skuld é o dado negativo, do resultado de ambos, mais os bônus do personagens, resulta no seu Urdr, o ser, o momento, a conclusão, o destino.

Sempre que um personagem tenta fazer algo que tenha uma considerável chance de falhar, ele deve realizar um teste, uma jogada contra o destino, o Wyrd. É o Narrador quem determina quando há um testes e qual a Perícia associada a ele. Mas o que é um teste? Fazer um teste significa jogar 2d6 (dois dados de seis faces), sendo um Dado Positivo (Ur), e outro Dado Negativo (Skuld), e levando em conta o quão bom você é em uma dada Perícia. O teste se inicia com o lance de seu Dado Positivo (Ur) e a soma à seu valor de Perícia. Uma Perícia representa a sua capacidade em uma área específica, como Ofício que representa sua profissão ou Percepção, que indica o quão antenado nas coisas ao redor você é. Após somar o resultado do Dado Positivo à Perícia, é hora de subtrair este total do resultado do Dado Negativo (Skuld). Após isso, temos de verificar o resultado, que possuem 3 possibilidades:

Negativo: Se o resultado foi menor que a dificuldade (que é normalmente 1 ou Disputa), o personagem não obteve sucesso no teste.
Positivo: Se o resultado for maior que a dificuldade (que é normalmente 1 ou Disputa), o personagem obteve sucesso no teste.
Positivo com erro: Se o resultado for exatamente igual à dificuldade (que é normalmente 1 ou uma Disputa), o personagem obteve sucesso no teste, mas houve uma complicação no processo. O Narrador deve inserir um elemento que represente esse problema na narrativa.

Sempre que um jogador obter um Positivo com erro em um teste, ele receberá 1 ponto de experiência (XP).

A1

Modificador de Situação

A Situação representa o Verdandi (o agora). Às vezes, ao fazer um teste, é possível que o herói esteja numa situação em que lhe ajude ou atrapalhe. Nesse caso, o personagem está sob um Modificador de Situação, que pode ser: Favorável, Muito Favorável, Desfavorável, ou Muito Desfavorável. O Narrador deve avaliar as situações que o personagem está para determinar se deve ser aplicado modificador de situação, e se sim, qual modificador se encaixa melhor para ser aplicado.
(MF) Muito Favorável: +2d6 Positivos
(F) Favorável: +1d6 Positivo
(N) Normal: Sem modificadores
(D) Desfavorável: +1d6 Negativo
(MD) Muito Desfavorável: +2d6 Negativos

A2.jpg

Curtiu? Se você já joga Ômega, vai ter percebido que o sistema continua o mesmo em sua essência, nós apenas colocamos uma roupagem mais condizente com a adaptação, fazendo as regras abraçarem o cenário e não o contrário! Mas não para por aí, algumas outras mudanças foram feitas e você pode conferir nos tópicos abaixo:

  • As Runas: Cada personagem possui um conjunto de runas próprias, algo como marcas em sua alma e pode utilizar da força, da simbologia destas runas, como forma de melhorar suas rolagens. O sistema de runas entra como uma abordagem mais abrangente do sistema de Conduta.
  • Galdr: Uma outra mudança estética, para casar mais com a ambientação, é que chamamos a Mana de Galdr, que seria algo como a essência mágica das runas.
  • Renome: No lugar das Medalhas, estamos utilizando Renome. Seu personagem pode ganhar um renome, uma alcunha, ao cumprir grandes feitos no jogo, ou trocar 10 pontos de experiência por ele. Em certas situações, este Renome pode beneficiar o personagem.
  • Raças: Temos raças novas também. Além dos humanos e anões, temos os jotunyns, com forte sangue gigante, e os vaniryans, relacionados aos deuses vanires.
  • Caminhos: Retiramos o Caminho do Conjurador Divino e o Caminho do Conjurador Arcano se tornou o Conjurador Rúnico. Lembra das runas que falamos lá em cima? O Conjurador Rúnico vai criar suas magias tendo por orientação as runas associadas a ele.
  • Sobreclasse: Teremos algumas novidades, como o Berserker, o Escolhido das Nornes, o Mestre Escaldo, o Göddar, o Mestre Navegador e algumas outras.

Isso aqui é apenas um aperitivo do que está vindo por aí!

A4

Anúncios

2 comentários em “Conheça Vikings Berkana”

    1. Olá Pablo! O projeto é para o desenvolvimento de um manual independente de NeoGhaluni sim, e para tanto todo o universo ficcional ainda será desenvolvido, em conjunto com o sistema de regras. Quanto aos nomes, eles farão mais sentido quando o cenário for apresentado, já que estão bem conectados à proposta do jogo. Mas ainda é um esboço, um projeto que lentamente está sendo desenvolvido. Então acompanhe as novidades conosco. 🙂

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s