Mergulhando em NeoGhaluni

– por DIEGO BERNARD

Olá meus amigos lampiãozeiros, sabemos que NeoGhaluni tem sido um sucesso entre a galerinha que joga RPG, sobretudo aqueles que estão aprendendo a jogar, visto que NG tem um sistema simples, intuitivo e bem customizável.

Então hoje, vamos começar uma série de posts, e de vez em quando vamos lançar por aqui. Estes posts serão sobre pontos da história de NeoGhaluni de modo que aqueles que jogam NG poderão usá-los como lore para suas mesas, e aqueles que nunca jogaram, poderão conhecer um pouquinho do cenário e até mesmo se inspirar para jogar!

a.png
Linha cronológica do velho mundo

O velho mundo

A história de NeoGhaluni é bem grande e muito rica e interessante. Mas sem dúvida algo que sempre fica obscuro na mente dos jogadores e daqueles que curtem o cenário, é o velho mundo (até na mente das pessoas que vivem em NeoGhaluni isso é obscuro hahah).

Gahym era o nome do mundo antes do Apocalipse, e bem como o mundo de NeoGhaluni, ele era muito belo e repleto de natureza. Com o passar dos anos, muitas eras passaram por Gahym, e bem como o nosso mundo real, Gahym teve a sua “Pré-História”, sua “Idade Antiga”, “Idade Média” e “Idade Moderna”. É claro, os eventos que aconteceram e dividem essas eras no mundo real não tem nada haver com o que aconteceu em Gahym. Aqui, estamos apenas se referindo aos períodos históricos como referência da modernização do mundo.

Sem magia

Sim, o mundo de Gahym não tinha magia. A Mana bem como a magia (que é a manipulação da Mana) é um “elemento” que foi inserido com o sacrifício de Ghaluni, inclusive, alguns teólogos de NeoGhaluni acreditam que a Mana é a essência de energia da deusa morta Ghaluni. Bem como o nosso mundo, a magia em Gahym era apenas um conceito fantasioso e talvez até mesmo literário, mas nunca real.

Se alguém do velho mundo escaneasse qualquer efeito de Mana, certamente diria que se trata de radiação, ou algo do tipo.

A tecnologia

Algo que sem dúvida marcou a história de todo o velho mundo, foram os anos de altíssima tecnologia, que acabaram trazendo o fim de tudo. Os seres viventes do atual NeoGhaluni possuem quase nenhuma informação sobre elementos do Velho Mundo. As Matrizes de Vida apesar de descobertas e ativas nos dias de hoje, ainda são uma incógnita. Ou seja, ao levar as informações desse post para a sua mesa, tenha certeza que haverá uma revolução histórica, e seu descobridor pode se tornar beeeem famoso.

Algumas dessas tecnologias são praticamente impossíveis de se imaginar tanto em NeoGhaluni quanto no nosso mundo. Teletransporte, Roupa da Vida, Títeres, Robôs, Malínios, Armas anti-tempo, Matrizes de Vida, são apenas alguns dos exemplos dessas tecnologias.

a.png
A tecnologia chegou a tal ponto de não existir veículos, pois o teleporte era comum nos indivíduos.

Conforme a grande tecnologia expandia e dominava todo o mundo de Gahym, tudo aquilo que Kimara havia criado, vinha sendo substituído pelo inorgânico. No começo, coisas simples como o aperfeiçoamento da energia, possibilitou um avanço centenário no desenvolvimento tecnológico. Em seguida, veio o primeiro modelo da Roupa de Vida, que trouxe a segunda grande revolução, “atingimos a saúde perfeita”, disseram os médicos da época. Mas o que é a Roupa da Vida? Este traje, fornecia e condicionava todo o corpo do portador para ter uma saúde perfeita. Se a pessoa estivesse ficando doente, o traje automaticamente o curaria.

E com o descobrimento e utilização da energia cósmica, veio a primeira Matriz de Vida, que criou seres capazes de realizar façanhas que nenhum homem ou mulher poderia, como mergulhar sem equipamentos, ficar sob alta temperatura e sem ar. O mundo verde e azul de Gahym dera então lugar ao mundo cromado de Gahym.

Também, muitas melhorias foram feitas na Roupa de Vida com o passar das décadas: Se o usuário comer muita gordura, o traje “destruiria” essa gordura extra, deixando o corpo com a gordura ideal para aquele indivíduo. Dormir? Desnecessário. Fazer xixi? Também desnecessário. O traje incrivelmente realiza todas as funções necessárias ao corpo do usuário, realizando algumas delas em seus processos iniciais, evitando assim muitos dos processos naturais.

Mas o que é a energia Cósmica? Falaremos disso agora.

Energia Cósmica

Mesmo com o grande avanço na melhoria de energia e com todos os anos de avanço que esse desenvolvimento trouxe, houve um momento, em que a tecnologia se sentiu novamente travada. A energia já não mais conseguia acompanhar o desenvolvimento tecnológico, e então o mundo se sentiu estagnado, e isso se estendeu por muitos anos. Até que veio a público um estudo de um genial cientista. Ele descobriu nada menos que a existência de outras 2 dimensões, outros 2 Planos. Se tratam do Plano Divino e do Plano do Submundo, que até então eram desconhecidos das pessoas. Mas para Nejh Vik’lon, o que lhe chamou a atenção, foi o grande mar de energia que banhava estes Planos. Ele pela primeira vez havia observado o Mar Cósmico. Isso custou caro a Nejh, pois ele ficou com sinais claros de loucura. Mas para o mundo, era dada a largada na Era Cósmica.

a.png
Todos que observaram o Mar Cósmico ficaram com gravíssimos problemas mentais. O que tem nesse lugar que acaba mexendo com a mente mortal?

Muitos pesquisadores mesmo contra a vontade de Nejh, descobriram uma forma de retirar energia do Mar Cósmico para se usar na tecnologia moderna. Isso revolucionou novamente o mundo, pois em comparação com a antiga forma de energia (também muito poderosa), a energia cósmica era milhares de vezes mais poderosa limpa, duradoura e disponível.

Talvez motivado por sua loucura ou fascínio pelos Planos, Nejh Vik’lon criou uma máquina que o levou diretamente ao Plano Divino. Lá, ele foi aprisionado pelos deuses e sofreu a devida punição por pisar no lar sagrado sem permissão.

No entanto, essa não foi a única consequência do andar de Nejh na terra dos deuses. Eles que já se sentiam rejeitados pelo abandono da religião e se sentiam violados com o uso da Energia Cósmica, agora se sentiram desafiados com a visita dos mortais, que acabou crescendo com grupos de resgate a Nejh e exploração da nova terra. O que isso gerou todos já sabem.

Vai continuar…

E então, gostou do Velho mundo? Usaria a Roupa da Vida? (eu usaria kkk) Enfim, muita coisa foi falada a respeito da história de NeoGhaluni e eu espero muito que vocês estejam gostando. É claro que vamos continuar com nossos mergulhos na história, não só avançando como também revisitando alguns dos pontos históricos para destacarmos elementos importantes.

E se você ainda não tem o seu exemplar de NeoGhaluni, clique no link abaixo e adquira esse jogo bonito e todo o conteúdo mensal gratuito! Basta clicar aqui.

Nos vemos nos próximos posts, eeee valeu!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s