Thriller, Sombras Urbanas e o sobrenatural político de Michael Jackson

– por JORGE VALPAÇOS

30 de novembro de 1982. Uma data, um marco. Superando o já aclamado Off the Wall (1979), Michael Jackson lançava Thriller. Emplaca inúmeros sucessos e recebe 8 Grammy Awards em 1984. Até hoje é fácil de lembrar das suas canções e todo o clima que Thriller possui, mesclando funk, rock, R&B e consolidando Michael Jackson como um grande artista pop.

CAPA
Capa nacional de Sombras Urbanas. Arte por Bruno Prosaiko.

Mas, o que isso têm a ver com Sombras Urbanas, esse lançamento Lampião Game Studio & Aster Editora? (Aliás, ainda há tempo para apoiar: www.catarse.me/sombrasurbanas). Nós faremos um passeio por Thriller, por suas propostas e falaremos sobre Sombras Urbanas ao mesmo tempo. Recomendo deixar rolando o disco durante a leitura. Vamos nessa?

As inspirações em Sombras Urbanas

Uma das coisas iradas em Sombras Urbanas é a presença, no final de cada Arquétipo, de uma série de referências. Quadrinhos, filmes, músicas e tudo mais ajudam a você pensar no clima de cada tipo de personagem jogável. A música é um elemento importante pra mim quando penso em RPG, desde quando imagino um personagem até quando planejo uma aventura. E é claro, quando possível, levo música às mesas de jogo.

Sem título
As inspirações para o Ciente presentes em Sombras Urbanas

Acho que dá pra entender muitas coisas em torno de Sombras Urbanas pegando o clima proposto por Thriller de Michael Jackson. Surpreso? Então é melhor Manter e Calma e se preparar para Cair nas Ruas com o rei do pop.

Sempre tem algo rolando na Cidade

Vamos começar pelo básico. As ruas estão fervendo. Sempre. As Manobras de cada Facção que o Mestre de Cerimônias dispõe mostram bem como isso pode acontecer. E ainda há as Manobras da Cidade, bem específicas para cada cenário de jogo.  Há esquemas em todas as esquinas. Um lobisomem quer aumentar seu território, um espectro tem motivos para estar encarnado, e talvez aquela casa abandonada que as crianças dizem que é amaldiçoada seja o seu lar. As coisas acontecem e normalmente há sujeira envolvida.  E quase sempre você está envolvido nisso. Talvez tenha sido você que iniciou a treta.

Sem título.png
Sempre tem algo pegando. Sempre…

Billie jean is always talkin’
When nobody else is talkin’
Tellin’ lies and rubbin’ shoulders
So they called her mouth a motor
Someone’s always tryin’ to start my baby cryin’
Talkin’, squealin’, spyin’
Sayin’ you just wanna be startin’ somethin’
(Faixa 1 – Wanna Be Startin’ Somethin’)

As Manobras Íntimas

Ok, as ruas são bem movimentadas, mas todos nós, monstros ou humanos, temos momentos íntimos. Nessas horas, em Sombras Urbanas, há o engatilhamento de Manobras Íntimas. Cada Arquétipo ao dividir um momento de intimidade – física ou emocional – com outra personagem, gera algumas consequências ficcionais. Junto à Manobra de Corrupção e à Manobra Final, estas são as Manobras Dramáticas, que são incríveis por relacionar à interpretação dos Arquétipos a fatores que têm potencial para mudar os rumos da história.

Sem título
Aqui temos a Manobra Íntima do Espectro

Mas não pense que isso é algo mecânico, planejado. A vida acontece e as pessoas se relacionam com fluidez. Isso rola também em Sombras Urbanas. É possível que haja relacionamentos entre as personagens dos jogadores, que haja uma troca de confidências com personagens do Mestre de Cerimônias. As Manobras Íntimas fazem parte do jogo, ressaltando laços mais fortes e recompensando aqueles que mergulham na ficção. E claro que Michael Jackson tem algo a nos dizer sobre isso…

You are all the future that I desire
Girl, I need to hold you
Share my feelings in the heat of love’s embrace
Show you all the passion burning in my heart today
It’s never gonna fade
(Faixa 2: Baby Be Mine)

Interesses em disputa

Se você acha que vai ter um grupo coeso, com todas personagens agindo em conjunto, isso não vai rolar muito bem em Sombras Urbanas. Normalmente vamos ter interesses em disputa, algo que um quer fazer e que outro não quer. A mecânica de Dívidas normalmente media estes interesses. E isso pode ocorrer até com relacionamentos, da mesma forma que vimos o papo entre Michael Jackson e Paul MCcartney:

I don’t understand the way you think
Saying that she’s yours not mine
Sending roses and your silly dreams
Really just a waste of time
(Faixa 3: The Girl is Mine)

E cabe pontuar também outra questão: quem disse que ela ficaria aguardando por eles? Todos, inclusive as personagens do Mestre de Cerimônia possuem sua agenda, seus interesses. Em Sombras Urbanas a Cidade é viva e todos que lá vivem se articulam, têm suas razões. Então não pense que o mundo ficará esperando pelos jogadores discutirem o que vão fazer ante um impasse. O Relógio das Ameaças anda, e cabe ao Mestre de Cerimônias sempre manter a dinâmica da Cidade, respondendo à inércia dos jogadores.

As criaturas da noite chamam!

Ok, falamos de possíveis, tretas, jogos sujos, relacionamentos. E a ação? Bem, Sombras Urbanas é um jogo de fantasia urbana. Você pode jogar com um lobisomem, com um vampiro. E não há graça alguma de jogar com eles sem colocar suas garras para fora, literalmente. É nessas horas que você Deixa Sair os seus poderes para fazer acontecer, ganhar o seu posto na cidade. Você tem as suas Manobras para isso. Mas você sabe o que isso significa. Normalmente teremos sangue nas páginas dos jornais no dia seguinte…

Sem título.png
Michael Jackson enquanto Lobo, membro dos Noturnos

Night creatures call
And the dead start to walk in their masquerade
There’s no escaping the jaws of the alien this time
(They’re open wide)
This is the end of your life
(Faixa 4: Thriller)

Caia dentro ou fuja

As ruas da Cidade não são para amadores. Mesmo um Ciente sabe como as coisas funcionam. A Veterana já estava com o pé bem enfiado na lama quando saiu da rede de intrigas. A Fae foge para sua corte feérica por vezes para salvar sua garganta. A alcateia do Lobo serve mais para se proteger do que para atacar. E a teia do Vampiro é estratégica neste jogo. Talvez a Maculada deva ao Patrono e use seus benefícios pois sem estes já estaria morto. Mas, por vezes é necessário Escapar, e não há nada errado nisso.

Sem títuloa.png
Nem sempre as coisas se resolvem na conversa…

You have to show them that you’re really not scared
You’re playin’ with your life, this ain’t no truth or dare
They’ll kick you, then they beat you
Then they’ll tell you it’s fair
So beat it, but you wanna be bad
(Faixa 5: Beat it)

Em Sombras Urbanas há apenas 5 caixas de Vitalidade, e cada vez que você assinala uma recebe uma condição, como “braço quebrado” ou “sangrando muito”. Essas caixas de vitalidade também possuem distintas graduações, passando de um ferimento leve a um dano muito grave. Armas letais conseguem acabar contigo em duas ou até em uma ação. Então não pense que esse é um jogo para você encarar de peito aberto e lutar em qualquer condição. É o jogo político que te dá mais chance para agir e, mesmo quando você elimina alguém não pense que ganhou um posto sem consequências. Sempre, sempre terá alguém vendo o que acontece.

Um jogo de esquemas, repleto de escolhas significativas

Muitas são as fontes de Ameaças em Sombras Urbanas. Pode ser desde a abertura de um portal dimensional. Experiências sobrenaturais, cultos, ou mesmo um golpe político na Cidade. O que estava a seu favor pode virar contra você e cada conversa pode ser a chave para se posicionar nessa teia. O Mestre de Cerimônias possui um grande cardápio para dinamizar tudo isso (por meio dos procedimentos de Sombras Urbanas), e os jogadores precisam agir, responder, fazer valer o seu papel na Cidade. Ou então, você vira alimento dela.

Sem título.png
Alguém tenta tirar uma foto do Fae, e ele Escapa, indo para sua corte feérica

For forty days and forty nights
The law was on her side
But who can stand when she’s in demand
Her schemes and plans
‘Cause we danced on the floor in the round
So take my strong advice
Just remember to always think twice
(Do think twice)
(Faixa 6: Billie Jean)

Um jogo para se envolver com a Cidade

Resultado de imagem para hit the streets

Sombras Urbanas recompensa quem se arrisca, quem trata com todas as Facções, quem se envolve. Nada acontece se você ficar em sua casa, assistindo tudo acontecer. Você não quer ser apenas um coadjuvante nessa Cidade sedutora. Você quer sair, se meter com os outros, explorar cada viela que se descortina. É isso que faz você um de seus moradores. Desde a criação de personagens em Sombras Urbanas há perguntas que te ajudam nesse ponto. Você tem uma necessidade, algo urgente. Você está em busca de algo. Do quê? Por vezes apenas do gosto de Cair nas Ruas e sair da sua enfadonha rotina, mesmo que isso seja arriscado. Michael Jackson fala um pouco sobre isso em outra faixa de Trhiller.

Get me out
Into the night time
Four walls won’t hold me tonight
If this town
Is just an apple
Then let me take a bite

I like livin’ this way
I like lovin’ this way

Looking out
Across the morning
Where the city’s heart begins to beat
Reaching out
I touch her shoulder
I’m dreaming of the street
(Faixa 7: Human Nature)

Pegando o clima, captando o ritmo!

Sombras Urbanas tem um quê cinematográfico, tal qual os clipes de Thriller. Há ação, mas há algo além. Assistir clipes que evidenciam o jogo, a  política que rola no submundo, você consegue captar algumas nuances propostas em Sombras Urbanas. Não que seja a única matiz possível, e você pode contemplar diferentes cores, diferentes possibilidades lendo os outros textos de Sombras Urbanas aqui no blog do Lampião.

Ao enquadrar Cenas, diferentes são as dicas que Andrew Medeiros e Mark Diaz Thruman dão para você não perder o compasso e guiar a narrativa de um jeito interessante, jogando com as gangues, com o sobrenatural, alimentando a ficção. Mergulhe na Cidade, dance sua dança, brilhe no palco de Sombras Urbanas. Então Caia nas Ruas e apoie agora Sombras Urbanas! www.catarse.me/sombrasurbanas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s