Conheça Arquivos Paranormais

AP - Logo 03
Identidade visual por Bruno Prosaiko

O que é Arquivos Paranormais (AP)?

Arquivos Paranormais é um jogo de investigação, um dos próximos lançamentos do Lampião Game Studio. Esse RPG é fruto da parceria de Jorge Valpaços (Déloyal, Causos, Pesadelos Terríveis), sob direção de arte de Bruno Prosaiko (Birl!, 1000 Encruzilhadas para o Inferno). Por meio desse jogo, Investigadores buscarão solucionar Casos em torno de certos Fenômenos que passam a se manifestar, afetando o cotidiano. Os protagonistas estão a serviço de uma Agência, logo são treinados e relativamente eficientes em sua função na Divisão que ocupam.

Neste jogo não temos, necessariamente, um enfrentamento de forças antagônicas como monstros. Podemos ter Casos em torno do reconhecimento da cidadania alienígena ou ainda uma simples deliberação com um espírito que cisma e não sair deste plano, atormentando sua família. Neste contexto, o que é incomum não é tomado como exógeno e/ou superior ao normal (sobre), porém, ao lado e configurador da realidade (para). Por isso, Arquivos Paranormais. Será possível, por meio de diferentes configurações de Agências, emular distintas experiências ficcionais, como Fringe, Nighwalker, Guanabara Real, Arquivo X, o Parthenon Místico de Brasiliana Steampunk, Guardiã: a Detetive Sobrenatural, B.R.P.D, Yuyu Hakusho, etc.

08
Já viu mesa! 😉

AP utiliza o Sistema L’Aventure, desenvolvido pelo Lampião Game Studio e já utilizado em Déloyal, porém, com vários elementos distintos, a fim de centrar a experiência na investigação. No presente, o texto base está em revisão e a identidade visual está em processo de trabalho. Já houve várias mesas de jogos em testes, inclusive em eventos de RPG. Nessa postagem, vocês terão acesso a um playtest aberto, que ocorreu no evento Lampião no Geek Studios, em julho deste ano.

Nos Trilhos do Mistério (a aventura do playtest)

01
A chamada para o playtest no encontro de jogos.

Sinopse: Brasil, década de 1890. Mais um mistério soturno tira o sono dos habitantes da capital da jovem república. A implantação da Estrada de Ferro do Norte fez com que mais do que novas paragens fossem disponíveis aos habitantes da cidade. Tal qual uma cruel lenda da urbe que se desenvolvia, boatos de aparições fantasmagóricas e assassinatos nas linhas férreas passam a ser recorrentes, causando temor àqueles que usam as locomotivas de então.

Para resolver o mistério, a investigadora particular Maria Tereza Floresta, o engenheiro positivista Firmino Boaventura e o dândi místico Remy Rudá unem suas forças, vez por outra conflituosas, na Agência de Detetives Guanabara Real. Neste cenário onde a tecnologia vaporpunk e o sobrenatural coexistem, será necessário correr atrás de pistas para solucionar este mistério. Ainda bem que contarão com a ajuda de Sandra Canejo, uma perspicaz repórter do jornal A Notícia.

O que é Guanabara Real?

Guanabara Real, a experiência folhetinesca do ano, trata-se de uma obra de Andre Zanki Cordenonsi, Enéias Tavares e Nikelen Witter, publicada pela AVEC Editora. Em um passado alternativo do Rio de Janeiro, uma Agência de Detetives resolve os mais peculiares crimes. E você jogará com os protagonistas do romance Guanabara Real: A Alvova da Morte.

Retorno do playtest e mais sobre as mecânicas e propostas do jogo

O caso girou em torno de assassinatos e supostas aparições fantasmagóricas nas linhas férreas das estações suburbanas. O playtest foi bem sucedido e foi possível testar elementos interessantes como a mecânica de Estalos e os Benefícios investigativos, com destaque para a mão mecânica com descarga elétrica de Firmino Boaventura e os auxílios espirituais conseguidos por Remy Rudá, para além da tenacidade e inserção junto à polícia de Maria Tereza Floresta. Confiram os props que rolaram na aventura!

Este slideshow necessita de JavaScript.

A estrutura modular de construção do Caso foi elogiada após o término da aventura, sendo interessante observar que o sistema de jogo não dirige as personagens para as pistas, porém, os indícios apresentados geram diferentes caminhos a percorrer para solucionar o mistério. Como retorno à proposta investigativa, houve um apontamento sobre as possíveis consequências ficcionais aos Gatilhos de Cena, uma mecânica para trazer algo além em determinadas circunstâncias, como um trunfo muito bom para ajudar ao Diretor (o condutor do jogo) a improvisar durante as sessões.

Houve estranhamento ao uso da Ficha da Agência e de todos os elementos da Ficha de Personagem como Minúcias. Tudo que está na ficção e que é grafado possui um propósito e “entra na mecânica de jogo” em Arquivos Paranormais. Em pouco tempo, porém, os jogadores se acostumaram a usar todos os recursos possíveis para seguir em frente e os usaram muito bem.

12
Os jogadores tiveram de investigar de verdade!

Destaco que a mesa de jogo possuía uma interessante diversidade. Havia 2 jogadores que já conhecia o Sistema L’Aventure, e aprovaram todas as adequações à proposta investigativa de AP. Um jogador era novato, e pegou todas as mecânicas facilmente. Inclusive ele utilizou o Equipamento Aprimorado (mão mecânica) com maestria. E um dos jogadores era bem experiente e não conhecia o sistema, pontuando grande coerência não apenas do mesmo, mas da excelente organização Ficha de Personagem, completamente otimizada às consultas e com espaço, inclusive, para anotações como pistas e comportamentos de coadjuvantes e antagonistas.

06
Um pouco da ficha, em formato trifold (página dobrada em 3) que foi super elogiada!

Tal qual as Minúcias de Pilar em Déloyal, as Minúcias de Caso geram o aumento ou a redução em Passos do Dado de Solução, que é lançado no Desfecho da aventura, algo que foi considerado fantástico pelos jogadores, já que as sementes da trama alimentam não apenas o prosseguimento da Série de Casos (a campanha de Arquivos Paranormais emula uma Série investigativa, como Fringe ou Arquivo X), mas também o Prestígio dos Investigadores dentro da Divisão.

Houve certo estranhamento em relação a inexistência de pontos de vida ou inventário às personagens. Eu seu lugar, há uma reserva de Protagonismo, que são pontos gastos quando os investigadores chamam atenção narrativa ou consomem recursos. Se você quer retirar uma gazua do bolso, gaste Protagonismo. Se quer Chamar os Holofotes para Si (uma manobra no jogo que confere uma pequena reviravolta na Cena), gaste Protagonismo. Se há um dano ao seu Investigador, consuma Protagonismo. A proposta em Arquivos Paranormais é proporcionar equilíbrio narrativo e fazer com que as ações mais ousadas sejam pensadas, pois seu Investigador pode Sair de Foco com isso. As críticas foram positivas e o texto que apresenta as regras para o Protagonismo já foi revisado, facilitando sua compreensão.

05
E o Caso foi solucionado pela Agência de Detetives Guanabara Real!!!

Sobre a publicação

Como foi dito, o livro ainda não está concluído e testaremos várias vezes, mas estamos bastante otimistas com o resultado, e a previsão de publicação é para 2018. Siga as pistas para obter mais indícios sobre esse lançamento do Lampião!

14

Anúncios

3 comentários em “Conheça Arquivos Paranormais”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s